quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

O pará se assemelha ao faroeste americano?


"O Pará é, em muitas maneiras, semelhante ao faroeste americano: isolado, esparçamente povoado e sem lei, com uma notável falta da presença do governo federal. Preenchendo o vazio de poder estão os ricos donos de terras que frequentemente obtiveram suas terras de forma ilegítima- e seus pistoleiros"  Danilovich

 Depois que o site Wikileaks se tornou a sensação do momento em vazamento de informações podemos refletir sobre o que pensam de nós lá fora. O FBI acompanhou e investigou o caso Dorothy, e telegramas da embaixada americana em Brasília foram enviadas a Washington.(Fontes)

 Para entender a declaração do embaixador Danilovich e verificar a pertinência desta informação é necessário o auxílio da história, para se entender e comparar o faroeste americano ao Pará. Para uma boa análise devemos deixar de lado por um pouco a paixão, o amor que sentimos por ser paraenses, e analisar os fatos, pois de acordo com o jargão popular: "contra fatos, não há argumentos".

Faroeste americano... e comparações com o Pará (em azul).
Quando criança assistimos muitos filmes "Western", chamado popularmente de bang-bang . Aquele som de gaita no fundo, e tiros , muita bala. (O que muda é que aqui o som é do  bregão movido pelas aparelhagens, quantos aos tiros, acertou em cheio o nobre embaixador, ontem teve um tiroteio na frente do shopping castanheira, link O auge era o momento em os dois oponentes ficavam um de frente pro outro esperando o momento em que um deles sacasse a arma... vocês lembram. (Isso não temos aqui, ninguém espera antes de atirar)
O momento histórico do faroeste foi na época da conquista do oeste americano, centenas de índios forra m mortos e tiveram suas terras invadidas (idêntico a nossa história), era constante os ataques mútuos, nos vilarejos que se formavam imperava a lei da bala, havia o xerife das redondezas e a lei,  mas não dava conta de cobrir todo o território, daí surgiu o termo "terra sem lei".(Muito semelhante ao Pará,)
No entanto, haviam regras, leis consuetudinárias (baseada nos costumes) a lei era a honra. Claro que havia as exceções. ( Nada a ver conosco, na maioria das vezes o baleado não tem chance de reagir).
Os fora da lei, em sua maioria roubavam bancos. (Aqui a maioria dos roubos é de futilidades e pessoas indefesas com os idosos, as mulheres e as crianças).
Os fora da lei quando pegos eram enforcados, (aqui ao ser pego toma alguém como refém, exige colete a prova de bala, a imprensa, a mãe, um cigarro, um refrigerante, mas de fato vão para a prisão, "dar um tempo").
A cultura "westerns" é bastante valorizada pelos americanos e  é retratada em diversos filmes. Dentre eles gosto muito do "De volta para o futuro III" de Steven Spielberg, que faz um paralelo entre futuro e passado revelando um pouco dessa cultura.
"Os westerns retratam uma sociedade onde o indivíduo é valorizado pela luta que estabelece com o seu meio e onde os códigos de honra (não atirar pelas costas, por exemplo) se sobrepõem à lei e onde se estabelece uma hierarquia social assente na reputação granjeada através de atos de violência ou através da generosidade criadora de dependência nas relações humanas". (Wikipédia.)



E você? qual a sua opinião sobre o assunto? tire suas conclusões e poste um comentário logo abaixo.

Para saber mais sobre a cultura "westerns":

Imagem: http://infernoticias.blogspot.com/2008/03/editora-jpiter-ii-lanou-revista-em.html

2 comentários:

Marcelo Carvalho disse...

Excelente, acertou na forma e no conteúdo.

Um abraço,

Marcelo Carvalho

ericsiqueira disse...

Olá Marcelo, é estimulante saber que você lê nosso blog. Obrigado pela visita.