segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Solução para o entroncamento -Belém

Analisando o "pobrema" que vivenciamos diariamente no trânsito de Belém, veio-me a seguinte questão: será que ninguém pensou um projeto realmente sério para o nosso entroncamento? E como lazer resolvi pesquisar a respeito para ter base para ensaiar um desenho através do programa google sketchup, que já utilizo para pequenos projetos, claro que de forma amadora.

Nesta pesquisa descobri matérias interessantes sobre o bendito. Vou destacar dois blogs que tratam destes assuntos:



5 comentários:

Rocio Rodi disse...

Pois é Eric,

Inquieta muita gente e tem gente boa aí em suas propostas como escarafunchaste e nos coloca a pensar, ecoar novas indagações...

- O que falta?

[Adorei abordagem]
Aquele Abraço!

Marcelo Carvalho disse...

Muito bom!
Fico pensando: por que nos privas das tuas postagens?
Tens que parar com estas postagens bissextas e voltar a lida diária, ou pelo menos, semanal.

Marcelo Carvalho

ericsiqueira disse...

Oi, Rocio que verbo hein?, escarafunchei, bom saber que você está aí do outro lado. Abraço
Ei Marcelo, motivo: A greve está me dando um tempinho. Obrigado pelo comentário.

Anônimo disse...

Após ler explicação dos autores do "novo" projeto viário do entroncamento, sobre o acesso dos veículo que vem da Alm. Barroso para a Pedro A. Cabral, fiquei mais preocupado. Vai se instalar um semaforo no referido retorno ? Pois o transito é intenso nesta área da Aug. Montenegro, sem contar que coincide com uma para da de todo tipo de veículo de transorte de pessoas e de carga. Dependo do tempo que este semaforo levar para abrir e fechar, vai gerar congestionamento em um dos dois lados. E o tal do corredor dos ônibus articulados que será feito no canteiro central, Como ficará ? Alguém aí tem uma explicação ?

José Antonio Nascimento

Anônimo disse...

Acredito que sem a João Paulo II prolongada até Marituba ou pelo menos até ao viaduto do coqueiro. Pouco resolverá mais dois elevados no entroncamento, sem contar os anos que serão necessários para concluir mais esta obra, ou alguém acredita que isto será rápido. Fico imaginando como são parasitas os nossos governantes, que primeiro pensam no que podem ganhar com qualquer obra em Belém, seja ganho financeiro ou eleitoreiro, para depois executar um benefício para o povo. A única esperança que tenho é de um dia o nosso povo acorde e deixe de votar; é isso mesmo, deixar de votar num sistema de administração falido. Lembro ainda, que nesta área do entroncamento existem milhares de familias que não dispõe de nenhum tipo de lazer, não tem uma praça onde possa passear com a familia, não existe quadra de esportes, não tem brinquedos infantis ou mesmo academia ao ar livre. Enfim, enquanto isso, aquela girafa branca chamada "monumento à Cabanagem" segue amontoando viciados e mosquitos da dengue.

José Antonio Nascimento